SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.27 issue1Demographic and clinical characteristics of patients undergoing coronary artery bypass graft surgery and their relation to mortalityCoronary artery bypass grafting in acute myocardial infarction: analysis of predictors of in-hospital mortality author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Cirurgia Cardiovascular

Print version ISSN 0102-7638

Abstract

MELEK, Flora Eli et al. Estresse oxidativo e resposta inflamatória aumentam durante cirurgia de revascularização miocárdica com circulação extracorpórea. Rev Bras Cir Cardiovasc [online]. 2012, vol.27, n.1, pp. 61-65. ISSN 0102-7638.  http://dx.doi.org/10.5935/1678-9741.20120010.

INTRODUÇÃO: Substâncias reativas do ácido tiobarbitúrico são um marcador de estresse oxidativo. A proteína C reativa é usada para avaliar a fase aguda da resposta inflamatória. OBJETIVOS: Avaliar os níveis de substâncias reativas do ácido tiobarbitúrico e da proteína C reativa durante a circulação extracorpórea em pacientes submetidos à cirurgia de revascularização miocárdica. MÉTODOS: Vinte e cinco pacientes consecutivos (16 homens e nove mulheres com idade média de 61,2 ± 9,7 anos) com doença arterial coronária severa diagnosticada por angiografia, escalados para cirurgia de revascularização miocárdica com circulação extracorpórea, foram selecionados. Amostras sanguíneas foram coletadas imediatamente antes de iniciar a circulação extracorpórea (T0), 10 minutos após (T10) e 30 minutos após (T30). RESULTADOS: Os níveis de substâncias reativas do ácido tiobarbitúrico aumentaram após a extracorpórea (P=0,001) com valores médios de 1,5 ± 0,07 em T0; 5,54 ± 0,35 em T10 e 3,36 ± 0,29 mmoles/mg de proteína sérica em T30. Os níveis de proteína C reativa foram negativos em T0 em todas as amostras. Em T10, os valores médios foram de 0,96 ± 0,7 mg/dl e em T30 os valores médios foram de 0,99 ± 0,76 mg/ dl. Não houve diferença significativa entre os valores de proteína C reativa nos tempos T10 e T30 (P= 0,83). CONCLUSÕES: Os níveis de substâncias reativas do ácido tiobarbitúrico e da proteína C reativa aumentam durante a circulação extracorpórea, com máximos valores de substâncias reativas do ácido tiobarbitúrico em 10 minutos e de proteína C reativa em 30 minutos. Estes achados sugerem resposta inflamatória e estresse oxidativo durante a circulação extracorpórea.

Keywords : revascularização miocárdica; ponte de artéria coronária; síndrome de resposta inflamatória sistêmica; inflamação; mediadores da inflamação.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English