SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 número1Séries anuais de temperatura máxima média do ar no Estado de São Paulo: variações e tendências climáticas índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Meteorologia

versão impressa ISSN 0102-7786

Resumo

VALVERDE, María C  e  MARENGO, José A. Mudanças na circulação atmosférica sobre a América do Sul para cenários futuros de clima projetados pelos modelos globais do IPCC AR4. Rev. bras. meteorol. [online]. 2010, vol.25, n.1, pp.125-145. ISSN 0102-7786.  https://doi.org/10.1590/S0102-77862010000100011.

Neste trabalho são analisadas as mudanças no padrão de circulação que possam vir a acontecer no clima da América do Sul (AS), como conseqüência do aumento nas concentrações dos gases de efeito estufa. Para isto utilizam-se cinco modelos globais do IPCC AR4 (CCCMA, GFDL, HadCM3, MIROC e GISS), para o clima do século XX (1961-1990 - 20C3M) e para o cenário futuro SRES_A2 (2011-2100). As características em comum que os modelos apresentaram (a exceção do MIROC) para as três climatologias futuras (2011-2040, 2041-2070 e 2071-2100), principalmente, no verão e na primavera, foram o deslocamento da baixa continental (associada à baixa do Chaco) para o sudoeste da sua posição climatológica (1961-1990), e da Alta da Bolívia para o noroeste. Além disso, os cinco modelos simularam, para o clima presente, uma Alta do Pacífico Sul (APS) menos intensa em relação à Reanálise do NCEP, sugerindo menor subsidência sobre a sua região de atuação. Para cenários futuros os modelos GISS e HadCM3 simularam a APS menos intensa. Por outro lado, para a alta do Atlântico Sul, não existiu um consenso nos modelos. Em geral foi simulada mais intensa (a exceção do GISS), sobretudo no outono e no inverno. O modelo HadCM3 simulou a circulação de verão e primavera mais próxima à Reanálise, com uma ZCAS melhor definida, e uma área menor de anomalias negativas de chuva sobre a Amazônia, em relação aos outros modelos. Já para o cenário futuro este modelo modificou seu padrão de chuvas, e anomalias positivas, sobre a costa norte do Peru e Equador, e negativas sobre o Nordeste e leste da Amazônia, foram observadas, associadas a uma APS enfraquecida e deslocada para o sul, o que reforçou a ZCIT do Pacífico sobre 5ºS. Uma diminuição da convergência de umidade sobre a Amazônia também foi observada.

Palavras-chave : Mudanças Climáticas; Modelos do IPCC AR4; Padrão de Circulação; Cenários futuros.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons