SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.28 número3Análise microclimática em duas fitofisionomias do cerrado no Alto Vale do Jequitinhonha, Minas GeraisPadrões de circulação em superfície e altitude associados a eventos de chuva intensa na Região Metropolitana do Rio de Janeiro índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Meteorologia

versão impressa ISSN 0102-7786

Resumo

FUENTES, Eduardo Vetromilla; BITENCOURT, Daniel Pires  e  FUENTES, Márcia Vetromilla. Análise da velocidade do vento e altura de onda em incidentes de naufrágio na costa brasileira entre os estados do Sergipe e do Rio Grande do Sul. Rev. bras. meteorol. [online]. 2013, vol.28, n.3, pp.257-266. ISSN 0102-7786.  https://doi.org/10.1590/S0102-77862013000300003.

A ocorrência de naufrágios pode ser atribuída a vários fatores. Contudo, embarcações de pequeno porte usadas na pesca costeira, são geralmente mais suscetíveis aos fatores meteorológicos e oceânicos. O objetivo desse estudo foi analisar o comportamento da velocidade do vento e altura significativa de onda em relação à ocorrência de naufrágios na costa brasileira, entre os estados de Sergipe e Rio Grande do Sul. As frequências trimestral e mensal de naufrágios registrados entre Janeiro/2004 e Junho/2008 foram comparados com os ventos e com a altura significativa de ondas. As velocidades médias e máximas do vento nos dias e áreas de ocorrência, bem como a altura significativa de onda, foram comparadas aos valores históricos dessas variáveis. Foram observados ventos e ondas acima da climatologia em 54% e 46% das ocorrências de naufrágio, respectivamente. Em vários casos, o vento atingiu velocidades muito elevadas, sendo a provável causa para a ocorrência desses naufrágios. Os resultados apontaram para uma maior incidência de naufrágios em ambientes costeiros das regiões sudeste e sul do Brasil, com maior ocorrência entre os meses de março e agosto, envolvendo principalmente embarcações de pequeno porte (94%), utilizadas na pesca costeira. Os resultados encontrados reforçam a necessidade do envio de informações meteorológicas e oceanográficas para pequenas embarcações, em especial àquelas empregadas na atividade de pesca costeira.

Palavras-chave : climatologia; embarcações de pequeno porte; pesca costeira; naufrágios; Brasil.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons