SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.34 issue2Performance Evaluation of the HadGEM2-ES and Eta Models from Climatic Extremes of Precipitation for the Amazon BasinClimatic indicators and soybean yield in Rio Grande do Sul author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Meteorologia

Print version ISSN 0102-7786On-line version ISSN 1982-4351

Abstract

MARTINS, Fabrina Bolzan et al. Temperatura do Ar no Desenvolvimento Reprodutivo de Cultivares de Oliveira. Rev. bras. meteorol. [online]. 2019, vol.34, n.2, pp.179-190.  Epub Aug 05, 2019. ISSN 0102-7786.  https://doi.org/10.1590/0102-77863340022.

A temperatura do ar é uma das variáveis que exerce maior influencia o desenvolvimento reprodutivo da oliveira. O co­nhecimento dos efeitos da temperatura é vital para determinar o manejo das plantas no campo e escolher as cultivares mais adaptadas aos locais de cultivo. Neste estudo, a necessidade térmica (STa, ºC.dia) foi utilizada para identificar a influência da temperatura em três subperíodos de desenvolvimento reprodutivo (floração, frutificação e maturação) em dez cultivares de oliveira, e estimar a temperatura basal inferior (Tb, ºC) necessária no cômputo da STa. Os dados utilizados referem-se às variáveis início, fim e de duração (em dias) para os anos agrícolas de 2008/2009, 2009/2010 e 2010/2011, cultivadas em Maria da Fé, MG (22° 18’ 50” S, 45° 22’ 23” O, 1276 m). Houve variação dos valores de Tb e STa entre as cultivares e subperíodos de desenvolvimento reprodutivo. As Tb’s variaram para a floração: 7,8 °C a 16,1 °C, frutificação: 13,3 °C a 14,3 °C, e maturação: 7,1 °C a 17,2 °C. Já a frutificação é o subperíodo que demanda maior necessidade térmica, independentemente da cultivar de oliveira.

Keywords : Olea europaea L.; temperatura basal inferior; fenologia; Minas Gerais.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )