SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.13 issue1Historic-sociocultural premises about the Brazilian family in relation to sex and ageFamily talking about sexuality and pregnancy during adolescence: perceptions of pregnant adolescents author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Psicologia: Reflexão e Crítica

Print version ISSN 0102-7972

Abstract

OLIVEIRA, Maria Luiza Silva  and  BASTOS, Ana Cecília de Sousa. Práticas de atenção à saúde no contexto familiar: um estudo comparativo de casos. Psicol. Reflex. Crit. [online]. 2000, vol.13, n.1, pp. 97-107. ISSN 0102-7972.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-79722000000100012.

Este artigo examina práticas de atenção à saúde no cotidiano de famílias de diferentes estruturas e classes sociais. A partir de entrevistas com dez famílias de camada popular e seis de camada média, num estudo etnográfico foram selecionadas quatro famílias com estrutura matrifocal ou formada por novo arranjo conjugal. Analisou-se comparativamente duas famílias de cada estrutura, uma de cada camada social, descrevendo-se recursos e estratégias utilizados e redes de apoio social disponíveis. Os resultados sugerem que, em todos os casos, a mãe é o principal agente de cuidados à saúde. Quanto aos recursos disponíveis, evidenciou-se um estado de desamparo institucionalizado na camada popular. Na camada média predominam comportamentos preventivos em saúde. Nas famílias matrifocais a sobrecarga de trabalho das mães, provedoras e agente de cuidados, surge como aspecto comum e fragilizante. Considerou-se implicações desses resultados na discussão de mecanismos de proteção e risco, relevantes na promoção da saúde no contexto familiar.

Keywords : Família; práticas de atenção à saúde; risco; proteção.

        · abstract in English     · text in Portuguese