SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.13 issue3Surviving in the streets: social skills and values of children and adolescentsRe-creating in (the) Bilro lace: analising the new weft woven author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Psicologia: Reflexão e Crítica

Print version ISSN 0102-7972

Abstract

NASCIMENTO, Eurípedes Costa do  and  JUSTO, José Sterza. Vidas errantes e alcoolismo: uma questão social. Psicol. Reflex. Crit. [online]. 2000, vol.13, n.3, pp. 529-538. ISSN 0102-7972.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-79722000000300020.

O fenômeno da errância, impulsionado por motivos sócio-econômicos ou mesmo por razões pessoais, traz consigo profundas transformações no plano psicossocial. A presente pesquisa se propôs a investigar as razões que levam os "trecheiros" à ruptura com a vida sedentária e o papel que o alcoolismo exerce nesse processo de deserção. Foram entrevistados doze sujeitos que fazem uso de bebidas alcoólicas, albergados numa Instituição Assistencial da cidade de Assis, SP, sendo as entrevistas submetidas, posteriormente, a uma análise de conteúdo. Os resultados mostraram que a morte dos pais, os conflitos familiares e o desemprego têm sido um dos principais motivos para a ruptura com o sedentarismo. O uso do álcool, no "trecho", é atribuído pelos próprios sujeitos à necessidade de "esquecer problema", maior encorajamento e apaziguar conflitos remanescentes, em geral, conflitos afetivos que possuem como epicentro a infidelidade conjugal.

Keywords : Alcoolismo; errantes; família; infidelidade conjugal.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese