SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.14 issue2Historical Development and Methodological Foundations of Cognitive NeuropsychologyThe Relationship between Autism, Social Behaviour and Executive Function author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Psicologia: Reflexão e Crítica

Print version ISSN 0102-7972

Abstract

BUTMAN, Judith  and  ALLEGRI, Ricardo F.. A Cognição Social e o Córtex Cerebral. Psicol. Reflex. Crit. [online]. 2001, vol.14, n.2, pp. 275-279. ISSN 0102-7972.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-79722001000200003.

A cognição social é o processo que orienta condutas frente a outros indivíduos da mesma espécie. Várias estruturas cerebrais têm um papel chave para controlar as condutas sociais: o córtex pré-frontal ventromedial, a amígdala, o córtex somatosensorial direito e a ínsula. O córtex pré-frontal ventromedial está comprometido com o raciocínio social e com a tomada de decisões; a amígdala com o julgamento social de faces; o córtex somatosensorial direito, com a empatia e com a simulação; enquanto que a insula, com a resposta autonômica. Estes achados estão de acordo com a hipótese do marcador somático, um mecanismo específico por meio do qual adquirimos, representamos ou memorizamos os valores de nossas ações. Estas estruturas cerebrais atuam como mediadores entre as representações perceptuais dos estímulos sensoriais e a recuperação do conhecimento que o estímulo pode ativar. O sistema límbico é a zona limítrofe; nela, a psicologia se encontra com a neurologia. A correta sincronização destas zonas e estruturas, no adulto, é a chave para uma situação livre de patologia.

Keywords : Cognição social; pré-frontal; amígdala; razão; emoção; córtex cerebral.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese