SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.14 issue2Pure Anartria: Study of Two CasesWhat is the Contribution of Rapid Serial Naming to Reading and Spelling Ability?: Evidence from Children and Adolescents with and without Reading Difficulties author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Psicologia: Reflexão e Crítica

Print version ISSN 0102-7972

Abstract

CHAMPAGNE, Maud. Compreensão de Discurso Não Literal: O Caso de Violações das Máximas de Quantidade e de Solicitações Indiretas. Psicol. Reflex. Crit. [online]. 2001, vol.14, n.2, pp. 379-385. ISSN 0102-7972.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-79722001000200012.

Para entendermos um ato de fala não literal devemos ser capazes de diferenciar entre o que o interlocutor fala do que deseja dizer usando informações contextualmente relevantes. O objetivo deste estudo é determinar se existe uma hierarquia de complexidade que perpassa os vários atos de falas não literais, tais como: violações da máxima de relação, violações da máxima de quantidade, solicitações indiretas e afirmativas irônicas. A análise do tempo de leitura de frases alvo (56 literais e 56 não literais) de histórias indica a existência de diferenças no processamento de alguns dos atos de falas não literais para compreensão. Mais precisamente, solicitações indiretas parecem ser processadas diferentemente nos três outros tipos de atos de discurso e os sujeitos parecem não perceber violações das máximas de quantidade como atos de fala não literais.

Keywords : Pragmática; psicolingüística; significado não literal; solicitações indiretas; máximas da conversação.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese