SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.15 issue2The father-baby interaction between adolescent and adult fathersIrrational beliefs questionnaire and irrational belief scale: psychometric properties author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Psicologia: Reflexão e Crítica

Print version ISSN 0102-7972

Abstract

ITO, Patrícia do Carmo Pereira  and  GUZZO, Raquel Souza Lobo. Temperamento: características e determinação genética. Psicol. Reflex. Crit. [online]. 2002, vol.15, n.2, pp. 425-436. ISSN 0102-7972.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-79722002000200019.

Este estudo investigou características temperamentais de uma amostra de crianças de 7 a 14 anos, verificando inclusive a influência exercida pela genética na determinação do temperamento. Uma amostra de 26 pais forneceu dados sobre o temperamento de 26 pares de gêmeos (15 monozigóticos, 11 dizigóticos), os quais totalizavam 52 sujeitos. Para coleta de dados foi utilizada a Escala Pavlovian Temperament Survey, versão infantil, que investiga três fatores de temperamento: Força de Excitação (FE), Força de Inibição (FI) e Mobilidade (MO). Resultados obtidos indicaram que a partir da percepção dos pais, esta amostra de sujeitos possuía como característica predominante de temperamento a mobilidade. Análise de variância (MANOVA) indicou que as características temperamentais variavam quando consideradas as variáveis sexo e faixa etária. Considerando-se a gemealidade, correlações obtidas entre pares de gêmeos monozigóticos e dizigóticos evidenciaram a influência exercida pela genética na determinação dos três fatores de temperamento.

Keywords : Temperamento; gêmeos; crianças.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese