SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 issue2Study of motivational stages in alcohol dependent adult subjectsEmotional intelligence: a validity study of emotional perception ability author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Psicologia: Reflexão e Crítica

Print version ISSN 0102-7972

Abstract

SANTOS, Natanael Antonio dos; SIMAS, Maria Lúcia de Bustamante  and  NOGUEIRA, Renata Maria Toscano Barreto Lyra. Processamento visual da forma em idosos: curvas de limiar de contraste para freqüências angulares e senoidais. Psicol. Reflex. Crit. [online]. 2003, vol.16, n.2, pp. 271-277. ISSN 0102-7972.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-79722003000200007.

O objetivo deste trabalho foi mensurar curvas de sensibilidade ao contraste para freqüências angulares e senoidais em idosos. Foram estimados limiares de contraste para um grupo de jovens com idade entre 20-26 anos e um grupo de idosos com idade entre 60-67 anos. Todos os sujeitos apresentavam acuidade visual normal e se encontravam livres de doenças oculares identificáveis. As freqüências angulares e senoidais estimadas com o método psicofísico da escolha forçada foram: 2, 4, 8, 16, 24, 32, 48, 64 e 96 ciclos/360º e 0.5, 1, 2, 3, 4, 6 e 9 cpg, respectivamente. Os resultados mostraram declínio na sensibilidade ao contraste nos idosos nas freqüências angulares e senoidais médias e altas comparados aos jovens. Encontramos, ainda, que a sensibilidade ao contraste dos idosos nas freqüências angulares baixas é melhor do que a dos jovens. Estes resultados são consistentes com alterações na sensibilidade ao contraste relacionados ao processo de envelhecimento.

Keywords : Processamento visual da forma; freqüência angular; freqüência espacial; sensibilidade ao contraste; método da escolha forçada.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese