SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.19 número1Social cognition on children: discovering the influence of false beliefs and emotions on human behaviorCheating on college exams índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

Compartir


Psicologia: Reflexão e Crítica

versión impresa ISSN 0102-7972versión On-line ISSN 1678-7153

Resumen

LA TAILLE, Yves de. A importância da generosidade no início da gênese da moralidade na criança. Psicol. Reflex. Crit. [online]. 2006, vol.19, n.1, pp.9-17. ISSN 0102-7972.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-79722006000100003.

No presente artigo, apresentamos uma análise do papel da generosidade no universo moral da criança. Começamos por definir a generosidade enquanto virtude moral, comparando-a com a justiça. Em seguida, fazemos uma revisão da literatura psicológica que nos traz dados sobre elementos relacionados a ela (ética do cuidado, atitudes pró-sociais e simpatia) e apresentamos a hipótese segundo a qual a generosidade é melhor assimilada do que a justiça por parte de crianças de 6 anos. Para testar esta hipótese, apresentamos os resultados de 2 pesquisas com crianças de 6 e 9 anos, nas quais pedimo-lhes que atribuem sentimentos a personagens não justas e não generosas. Coerentemente com resultados de estudos anteriores, a maioria das crianças de 6 anos atribui sentimentos positivos à personagem não justa. Em compensação, elas atribuem sentimentos negativos às personagens não generosas. Estes dados são discutidos para defender a hipótese segundo a qual a generosidade, por ser menos dependente de regras e imposições adultas, tem raízes mais profundas do que a justiça na consciência moral infantil.

Palabras clave : Moral; generosidade; justiça; desenvolvimento.

        · resumen en Inglés     · texto en Portugués     · Portugués ( pdf epdf )

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons