SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.19 issue1Cognitive assisted assessment: strategies of constraint-seeking information questions in problems' resolutionSemantic contingency in the father's and mother's speech: a comparative analysis author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Psicologia: Reflexão e Crítica

Print version ISSN 0102-7972

Abstract

POMPEIA, Sabine  and  BUENO, Orlando F. Amodeo. Um paradigma para diferenciar o uso de memória implícita e explícita. Psicol. Reflex. Crit. [online]. 2006, vol.19, n.1, pp. 83-90. ISSN 0102-7972.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-79722006000100012.

O estudo da contribuição de diferentes subtipos de memória de longo-prazo, explícitas e implícitas, e a contribuição dessa em determinados testes é dificultado por três fatores principais: a) a definição ambígua desses subtipos de memória, "conscientemente" e "não conscientemente" evocáveis, respectivamente; b) as múltiplas características distintas de testes de avaliação de memória implícita e explícita, o que torna pouco reveladora a comparação de seus resultados; e c) o fato de que ambas estratégias de memória podem ser empregadas conjuntamente na realização de praticamente todo tipo de teste. O "Critério de Recordação Intencional" (Retrieval Intentionality Criterion; Schacter, Bowers e Booker, 1989) consiste num paradigma que propõe controlar esses fatores de modo que se possa distinguir a contribuição de memória explícita da implícita. No presente trabalho ilustra-se como empregar essa metodologia e interpretar os resultados advindos de sua aplicação usando o teste de complementação de conjuntos de três letras (stem-completion).

Keywords : Memória; implícita; explícita; intenção; consciência; complementação.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese