SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.21 issue1What's the profile of the biological, adopting families and adopted child as revealed by the judicial processes? author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Psicologia: Reflexão e Crítica

Print version ISSN 0102-7972

Abstract

SPINK, Mary Jane P. et al. Usos do glossário do risco em revistas: contrastando "tempo" e "públicos". Psicol. Reflex. Crit. [online]. 2008, vol.21, n.1, pp. 1-10. ISSN 0102-7972.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-79722008000100001.

Este artigo visa contribuir para a compreensão das maneiras de falar de risco na mídia, apoiando-se no referencial teórico da Psicologia Social discursiva. Duas estratégias complementares de investigação foram utilizadas: análise diacrônica de amostra de revista de interesse geral (210 exemplares da Veja) e sincrônica de revistas destinadas a públicos variados (101 revistas). A análise da Veja focalizou as temáticas das matérias e anos de sua publicação. Para a amostra sincrônica foram priorizadas as temáticas das revistas de modo a entender o endereçamento a públicos distintos. A análise "no tempo" sugere que os glossários do risco-perigo e risco-probabilidade já estão consolidados e seu uso traz ressonâncias dos contextos históricos em que essas tradições tomaram forma. No enquadre do risco-aventura, vimos surgir novos vocábulos para referir-se às emoções dos esportes radicais ou posicionar aqueles que optam por correr risco. Esses usos da linguagem do risco são mais bem apreendidos no fluxo da comunicação em que o público tem cara: as revistas segmentadas.

Keywords : Linguagem dos riscos; práticas discursivas; mídia; governamentalidade.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese