SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.22 número3O abrigo como fator de risco ou proteção: avaliação institucional e indicadores de qualidadeO Processo de separação-individuação em adolescentes do sexo masculino na transição para a paternidade índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Psicologia: Reflexão e Crítica

versão impressa ISSN 0102-7972

Resumo

MOTA, Catarina Pinheiro  e  MATOS, Paula Mena. Apego, conflito e auto-estima em adolescentes de famílias intactas e divorciadas. Psicol. Reflex. Crit. [online]. 2009, vol.22, n.3, pp. 344-352. ISSN 0102-7972.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-79722009000300004.

Este estudo teve como objectivo analisar a contribuição da estrutura familiar (intacta e divorciada), do conflito interparental, do apego aos pais e aos pares para a auto-estima do adolescente. A amostra foi constituída por 403 adolescentes, entre os 14 e os 19 anos de idade. A análise univariada da variância mostrou que a estrutura familiar não prediz a auto-estima. Contudo, os estilos de apego aos pais derivados das análises de clusters e baseados no modelo bidimensional de Bartholomew foram associados à auto-estima , com níveis mais elevados para adolescentes de estilo seguro. A variância multivariada com o apego aos pais e aos pares como fatores independentes mostraram que o apego aos pares não desempenha um papel moderador na predição da auto-estima nos adolescentes. A regressão múltipla hierárquica indicou que uma elevada qualidade dos apegos aos pais e pares se mostram relevantes na predição da auto-estima.

Palavras-chave : Apego; Conflito interparental; Auto-estima; Adolescência; Configuração familiar.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · pdf em Português