SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.23 issue2The pathway for adolescent maternity: longitudinal study 10 years after child's birthChildhood and family: child development from a talk-in-interaction perspective author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Psicologia: Reflexão e Crítica

Print version ISSN 0102-7972

Abstract

GRZYBOWSKI, Luciana Suárez  and  WAGNER, Adriana. O envolvimento parental após a separação/divórcio. Psicol. Reflex. Crit. [online]. 2010, vol.23, n.2, pp. 289-298. ISSN 0102-7972.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-79722010000200011.

Apoiados no modelo ecológico-contextual e no conceito de envolvimento parental, este artigo se propõe a discutir as práticas parentais de pais e mães separados/divorciados com seus filhos. Para tanto, foram pesquisados 234 sujeitos (117 pais/117 mães) com filhos em idade escolar, que responderam o Inventário de Práticas Parentais. Tal instrumento avaliou o envolvimento parental em 5 áreas: envolvimento afetivo, envolvimento didático, envolvimento social, envolvimento disciplinar e responsabilidade. Os resultados evidenciam maior envolvimento materno do que paterno com os filhos após o divórcio, tanto direto (cuidados, interação) quanto indireto (monitoramento, preocupação). A coabitação com a mãe mostrou ser uma variável significativa associada ao maior envolvimento dela em atividades no espaço privado/doméstico, enquanto os pais tiveram maior envolvimento no espaço público/social. Características contextuais (coabitação, freqüência de visitas) e características dos pais (ocupação, escolaridade, questões afetivo-conjugais) mostraram-se fortemente associadas ao envolvimento parental após o divórcio.

Keywords : Práticas parentais; Envolvimento parental; Divórcio; Pais; Mães.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese