SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.24 issue1Concept development by children with cerebral palsy: a study about the influence of playful activitiesThe relationship between phylogeny and ontogeny in the development of infant laterality author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Psicologia: Reflexão e Crítica

Print version ISSN 0102-7972

Abstract

ROAZZI, Antonio et al. O que é emoção? em busca da organização estrutural do conceito de emoção em crianças. Psicol. Reflex. Crit. [online]. 2011, vol.24, n.1, pp. 51-61. ISSN 0102-7972.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-79722011000100007.

A realização do presente estudo teve como objetivo principal investigar a organização estrutural do campo semântico conceitual da emoção em crianças em uma perspectiva êmica. Participaram desta pesquisa 247 crianças de escola pública e particular, com idades entre sete e 12 anos. Foram aplicadas as técnicas de associação livre de palavras (emoção) e duas perguntas (freqüência das emoções e o que sabiam sobre emoção). Essa ultima questão apontou que a maioria das crianças respondia relacionando emoções a sentimento, a coisas que sentem no coração. Elas também traziam exemplos de acontecimentos positivos e negativos, citavam emoções específicas, principalmente as classificadas como primária, pelos teóricos da área. Na questão relativa à freqüência destas emoções em sua vida as crianças apontaram alegria, felicidade e tristeza como as emoções mais vivenciadas no seu dia a dia. Na associação livre, as emoções primárias apareceram de forma predominante, destacando-se em primeiro lugar a alegria, seguida da tristeza, felicidade, raiva, medo e amor respectivamente. Emoções mais elaboradas, consideradas secundárias, também foram encontradas como saudade, ódio, paz, ansiedade, etc. Para verificar a organização estrutural do campo semântico conceitual, as categorias produzidas através da associação livre foram analisadas também por meio da Análise da Estrutura de Similaridade (SSA). Em seguida, para verificar a relação entre a estrutura decorrente do campo semântico encontrado e as variáveis idade, sexo, e tipo de escola, os dados foram analisados através do método das "variáveis externas como pontos". Regressões múltiplas foram também computadas. Foi encontrado que o tipo de escola e, sobretudo, a idade desempenharam um papel relevante em influenciar de forma significativa a organização estrutural do campo semântico conceitual das emoções, que apresentou uma estrutura ordenada de tipo modular.

Keywords : Emoção; Sentimentos; Conceito; Representações sociais.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese