SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.32 issue1Epistemology, history and strategic studies: Clausewitz vs. Keegan author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Contexto Internacional

Print version ISSN 0102-8529

Abstract

WALKER, R. B. J. Por que ler Hobbes como um teórico de segurança internacional?. Contexto int. [online]. 2010, vol.32, n.1, pp. 09-38. ISSN 0102-8529.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-85292010000100001.

Thomas Hobbes tornou-se uma figura canônica para teorias de segurança internacional, ainda que seus escritos digam relativamente pouco acerca do que chamaríamos hoje de um sistema internacional. Este artigo sugere que Hobbes permanece importante para a análise de segurança internacional, assim como para a teoria política de modo mais geral, não por desenvolver qualquer teoria coerente de Relações Internacionais, mas sim porque sua consideração sobre a soberania de Estados particulares exige uma análise sobre as condições de possibilidade externas de tais Estados. Uma política após Hobbes precisa tratar dos efeitos constitutivos de sua filosofia da história particular. Assim, este artigo propõe uma leitura política de Hobbes, a qual enfatiza sua importância para o pensamento da política moderna e de suas condições de possibilidade; de suas origens e limites, que são também nossas origens e limites enquanto sujeitos modernos.

Keywords : Hobbes; Política Moderna; Segurança Internacional; Filosofia da História.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese