SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.18 suppl.5Study of corpus callosum in experimental hydrocephalic wistar ratsPancreatic capillary blood flow during caerulein-induced pancreatitis evaluated by a laser-doppler flowmeter in rats author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Acta Cirurgica Brasileira

On-line version ISSN 1678-2674

Abstract

FAZAN, Valéria Paula Sassoli; AMADEU, André de Souza; CALEFFI, Adilson L.  and  RODRIGUES FILHO, Omar Andrade. Brachial plexus variations in its formation and main branches. Acta Cir. Bras. [online]. 2003, vol.18, suppl.5, pp. 14-18. ISSN 1678-2674.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-86502003001200006.

OBJETIVOS: O plexo braquial apresenta uma estrutura anatômica complexa, desde sua origem, no pescoço, até sua ramificação terminal, na região axilar. Ele também apresenta relações importantes com outras estruturas anatômicas locais, o que o torna vulnerável ao aparecimento de uma série de variações anatômicas, marcando sua importância clínica e cirúrgica. Os objetivos desse estudo foram de descrever as variações anatômicas do plexo braquial, desde sua origem até seus ramos terminais e correlacionar essas variações com o sexo e a cor dos indivíduos, bem como com o lado do corpo estudado. MÉTODOS: Vinte e sete cadáveres adultos, separados em sexo e cor, tiveram seus plexos braquiais avaliados à direita e à esquerda. RESULTADOS: Nossos resultados são extensos e descrevem um grande número de variações, incluindo algumas ainda não descritas na literatura. Nossos resultados mostram que o nervo frênico apresentou sua origem diretamente no plexo braquial em 20% dos casos. Assim, uma lesão das raízes do plexo braquial poderia resultar em uma inexplicada paralisia diafragmática. Não é esperado que o nervo torácico longo passe através do músculo escaleno médio entretanto, esse fato foi observado em 63% de nossos casos. Outra observaçõa foi a formação do fascículo posterior pelas divisões posteriores dos troncos superior e médio em 9% dos casos. Nesses casos, os nervos axilar e radial poderão não receber fibras de C7 e C8, como normalmente descrito na literatura. CONCLUSÃO: Os plexos braquiais estudados não mostraram que o sexo, a cor ou o lado do corpo influenciam de maneira importante na presença de variações anatômicas dessa estrutura.

Keywords : Anatomia; Axila; Plexo braquial; Variações anatômicas; Nervos periféricos.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English