SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.20 issue4Histamine combined with melphalan in isolated limb perfusion for the treatment of locally advanced soft tissue sarcomas: preclinical studies in ratsClinical and histopathological study of tissue reactivity to monofilament suture materials: nylon and poliglecaprone 25 in rats author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Acta Cirurgica Brasileira

On-line version ISSN 1678-2674

Abstract

TENORIO, Angélica da Silva et al. Efeito do treinamento físico sobre o tecido ósseo e a concentração sérica de cálcio em camundongos fêmeas ovariectomizadas. Acta Cir. Bras. [online]. 2005, vol.20, n.4, pp. 280-283. ISSN 1678-2674.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-86502005000400004.

OBJETIVO: Investigar as possíveis alterações morfométricas no tecido ósseo e na concentração sérica de cálcio em camundongos ovariectomizadas submetidas ao treinamento físico. MÉTODOS: Cinqüenta camundongos fêmeas, com 90 dias de idade, distribuídos em 5 grupos (n=10): controle (C), pseudo-operado sedentário (POS), pseudo-operado treinado (POT), ovariectomizado sedentário (OVS) e ovariectomizado treinado (OVT). Os grupos OVS e OVT foram submetidos a ovariectomia, e os grupos POS e POT a uma pseudo-cirurgia. Trinta dias após a cirurgia, os grupos POT e OVT foram submetidos ao exercício físico, durante 05 semanas em esteira elétrica a uma velocidade de 20 m/min. Os demais animais permaneceram sedentários no mesmo período. Após esse período os animais foram sacrificados, coletando o sangue para realização de dosagens séricas de cálcio e os fêmures direitos para estudo histomorfométrico. RESULTADOS: A concentração sérica de cálcio no grupo OVT apresentou-se mais baixa do que nos demais grupos (p<0,05). A massa dos fêmures mostrou-se superior em relação ao grupo controle, nos grupos POT e OVT (p<0,05). A densidade média de osteócitos foi mais alta no grupo OVS (p<0,05). O valor médio da área dos osteócitos mostrou diferença apenas entre os grupos POS e OVS (p<0,05). Não houve diferenças no comprimento ósseo nem no perímetro dos osteócitos. CONCLUSÃO: O exercício, em parte, preveniu as alterações do tecido ósseo decorrentes da ovariectomia e possibilitou um aumento da formação óssea.

Keywords : Metabolismo ósseo; Treinamento físico; Ovariectomia.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese