SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.20 número5Estudo comparativo da resposta inflamatória e da formação de aderências após fixação de diferentes tipos de telas para correção de hérnia inguinal em coelhosIsquemia e reperfusão de retalhos cutâneos: efeitos do manitol e vitamina C na redução de áreas de necrose em modelo experimental no rato índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Acta Cirurgica Brasileira

versão impressa ISSN 0102-8650versão On-line ISSN 1678-2674

Resumo

LUSTOSA, Suzana Angelica Silva et al. Análise da correlação entre a expressão da p53 e do bcl-2 com o estadiamento e o prognóstico do adenocarcinoma colorretal. Acta Cir. Bras. [online]. 2005, vol.20, n.5, pp.353-357. ISSN 0102-8650.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-86502005000500003.

OBJETIVO: Analisar a correlação entre a expressão da p53 e do bcl-2 com o estadiamento e prognóstico do adenocarcinoma colorretal. MÉTODOS: Foi realizado o estudo de uma série retrospectiva de 125 doentes com adenocarcinoma colorretal (67 mulheres e 58 homens; 30 a 87 anos de idade), que se submeteram ao tratamento cirúrgico com intenção curativa. O tempo médio de seguimento foi de 28,5 meses (variação de 2 a 96 meses). O estadiamento TNM, a recidiva tumoral, a sobrevida e a mortalidade relacionada com o câncer foram analisados. A reação imunohistoquímica utilizada foi o DO& (Dako) para o p53 e o K492 (Dako) para o bcl-2. Tumores com intensidade de coloração citoplásmica para o bcl-2 e nuclear para o p53, acima de 10% de células foram considerados positivos. A análise estatística utilizada foi o teste qui-quadrado de Pearson, log-rank, Wilcoxon e estimativa de sobrevida de Kaplan-Meier (nível de significância : p<0,05). RESULTADOS: p53+ foi encontrado em 11.8% (14/118), bcl-2+ em 50% (58/116) e associados p53+/bcl-2+ em 6.4% (7/109) dos tumores. Não foi encontrado correlação significante entre a expressão tumoral destes marcadores e o estadiamento TNM I, II, III e IV (p=0.385 para a p53; p=0.461 para o bcl-2). Na recidiva tumoral, p53+ foi encontrado em 9.5% (2/21), bcl-2+ em 50% (11/22), e p53+/bcl-2+ associados em 5.2% (1/19) dos tumores (p=0.714, p=1.000 e p=0.960, respectivamente). Na análise de sobrevida, p53+: 57 meses (45.0-68.0), bcl-2+: 78 (37.0-89.0), e p53+/bcl-2+: 62 (56.0-68.0) (p=0.319). Para mortalidade relacionada com câncer, p53+: 8.3% (3/36), bcl-2+: 47.2% (17/36), e p53+/bcl-2+: 5.9% (2/36) dos pacientes (p=0.432, p=0.688 and p=0.907, respectivamente). CONCLUSÃO: Nenhuma correlação significante foi encontrada entre a expressão tumoral da p53 e do bcl-2 com o estadiamento TNM, recidiva, sobrevida e mortalidade relacionada com câncer.

Palavras-chave : Neoplasias Colorretais; Marcadores Biológicos de Tumor; Estadiamento de Neoplasias; Prognóstico.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf epdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons