SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.23 issue2The effects of Roux-en-Y limb length on gastric emptying and enterogastric reflux in ratsBlunt abdominal trauma with small bowel injury: are isolated lesions riskier than associated lesions? author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Acta Cirurgica Brasileira

Print version ISSN 0102-8650On-line version ISSN 1678-2674

Abstract

FALCAO, Suyiene Cordeiro; COELHO, Antônio Roberto de Barros  and  EVENCIO NETO, Joaquim. Avaliação biomecânica de membranas de celulose microbiana (Zoogloea sp.) e de politetrafluoretileno expandido como implantes no reparo de defeitos produzidos na parede abdominal em ratos. Acta Cir. Bras. [online]. 2008, vol.23, n.2, pp.184-191. ISSN 0102-8650.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-86502008000200012.

OBJETIVO: Avaliar a Carga de Ruptura de implantes de membranas de celulose microbiana (Zoogloea sp.) e de politetrafluoretileno expandido em defeitos agudos produzidos na parede abdominal de ratos. MÉTODOS: Sessenta ratos machos Wistar, com média de peso de 437,7g ± 40,9, anestesiados com uma mistura de cetamina (5mg/100g) e xilazina (2mg/100g), foram submetidos à excisão retangular (2x3cm) na parede ventral do abdômen, incluindo fáscia, músculo e peritônio. Subseqüentemente, foram tratados com implante de membranas de celulose microbiana (CM) (Grupo CM - 30 animais) ou de politetrafluoretileno expandido (PTFEe) (Grupo PTFEe - 30 animais). Cada grupo foi ainda subdividido nos Subgrupos 14º DPO, 28º DPO e 60º DPO. Os animais foram submetidos à eutanásia com doses letais de tiopental no 14º DPO, 28º DPO e 60º DPO, para avaliação da Carga de Ruptura na área do implante. RESULTADOS: Os níveis da Carga de Ruptura foram significativamente elevados (p<0,05) entre os Subgrupos 14º DPO, 28º DPO e 60º DPO de cada grupo estudado. Quando comparados entre Grupos, os valores da Carga de Ruptura foram significativamente maiores (p<0,05) no Grupo PTFEe do que no Grupo CM. CONCLUSÃO: A interface implante/hospedeiro apresentou maior resistência a tração no Grupo PTFEe do que no Grupo CM.

Keywords : Membranas artificiais; Zoogloea; Politetrafluoretileno; Implantes experimentais; Parede abdominal; Resistência à tração; Ratos.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf epdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License