SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.24 issue4Topic liver hypothermia and ischemic preconditioning: a new model of ischemia and reperfusion in ratsEffects of platelet-rich plasma gel on skin healing in surgical wound in horses author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Acta Cirurgica Brasileira

On-line version ISSN 1678-2674

Abstract

NONOSE, Ronaldo et al. Quantificação tecidual de mucinas neutras e ácidas na mucosa do cólon com e sem trânsito intestinal em ratos. Acta Cir. Bras. [online]. 2009, vol.24, n.4, pp. 267-275. ISSN 1678-2674.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-86502009000400005.

OBJETIVO: Quantificar a intensidade de expressão de mucinas neutras e ácidas na mucosa cólica provida e desprovida de trânsito intestinal relacionando-a ao tempo de exclusão fecal. MÉTODOS: Trinta ratos Wistar machos foram submetidos à derivação do trânsito no cólon esquerdo por colostomia proximal e fístula mucosa distal. Os animais foram divididos em três grupos experimentais segundo o sacrifício ter sido realizado seis, 12 e 18 semanas após a cirurgia. A avaliação da expressão de mucinas neutras e ácidas na mucosa cólica foi realizada com as técnicas histoquímicas do Periódico Ácido de Schiff e Azul de Alcian, respectivamente. A quantificação da expressão tecidual das mucinas foi com auxílio de programa de análise de imagem assistida por computador (NIS-Elements) nos segmentos providos e desprovidos de trânsito fecal. Utilizou-se o teste t de Student pareado na comparação da expressão de mucinas nos segmentos com e sem trânsito e a variação na expressão entre os grupos experimentais pelo teste ANOVA e pós-teste de Newmann-Keuls, estabelecendo-se nível de significância de 5% (p<0,05). RESULTADOS: Houve redução na quantidade de mucinas neutras e ácidas no cólon desprovido de trânsito quando comparado ao cólon provido de trânsito, independente do tempo de exclusão. Ocorreu aumento na expressão de mucinas neutras no cólon provido de trânsito intestinal após 12 e 18 semanas de exclusão. Não houve aumento na expressão de mucinas ácidas no cólon provido de trânsito com o progredir do tempo exclusão de trânsito fecal. Ocorreu aumento na produção de mucinas ácidas nos segmentos com exclusão de trânsito por 18 semanas quando comparados aos animais submetidos à exclusão por seis e 12 semanas. No cólon desprovido de trânsito ocorreu aumento na expressão de mucinas neutras após 12 e 18 semanas de exclusão. CONCLUSÕES: A derivação do trânsito fecal diminui a expressão de mucinas ácidas e neutras nos segmentos desprovidos de trânsito fecal quando comparado aos segmentos providos de trânsito. Não obstante a redução da expressão de mucinas neutras e ácidas nos segmentos desprovidos de trânsito fecal existe aumento na sua expressão tecidual com o progredir do tempo de derivação intestinal.

Keywords : Colite; Colostomia; Mucinas; Sialomucinas; Processamento de Imagem Assistida por Computador.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English