SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.26 issue1Evaluation of chickenpox susceptibility in children with chronic renal failureEvaluation of respiratory rate and tidal volume to predict extubation failure in mechanically ventilated very low birth weight infants author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Paulista de Pediatria

Print version ISSN 0103-0582On-line version ISSN 1984-0462

Abstract

AZENHA, Veidson Marcelo et al. Peso insuficiente ao nascer: estudo de fatores associados em duas coortes de recém-nascidos em Ribeirão Preto, São Paulo. Rev. paul. pediatr. [online]. 2008, vol.26, n.1, pp.27-35. ISSN 0103-0582.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-05822008000100005.

OBJETIVO: Avaliar fatores associados ao aumento das taxas de peso insuficiente (PI) em duas coortes de recém-nascidos (RN) vivos e de parto único de Ribeirão Preto, São Paulo, separadas por 15 anos (1978/79 e 1994). MÉTODOS: Foram estudados 6.223 partos em 1978/79 e 2.522 em 1994, excluindo-se os RN de baixo peso. Associação entre PI e variáveis independentes (idade, trabalho, escolaridade e tabagismo maternos, abortos e natimortos prévios, número de filhos, situação conjugal, visitas de pré-natal, tipo de parto e hospital, categoria de internação, renda familiar, idade gestacional e sexo do RN) foi analisada por cálculo da Odds Ratio (OR) bruto e intervalo de confiança 95%, seguida de regressão logística múltipla. RESULTADOS: Em 1978/79, na análise ajustada, idade materna <20 anos (p=0,014), renda familiar <5 salários-mínimos (p=0,030), menos de quatro consultas de pré-natais (p=0,003), parto vaginal (p<0,001), sexo feminino (p<0,001), tabagismo materno (p<0,001) e prematuridade (p<0,001) estiveram associados a PI. Em 1994, os fatores associados ao PI foram: trabalho materno fora do lar (p=0,020), sexo feminino (p<0,001), tabagismo materno (p<0,001) e prematuridade (p<0,001). CONCLUSÕES: Variáveis socioeconômicas que atuaram em 1978/79 desapareceram em 1994, restando o sexo do RN, o hábito de fumar e a prematuridade nos dois períodos. Como houve diminuição do tabagismo materno e não houve modificação na proporção de nascimentos do sexo feminino, uma explicação para o aumento do PI seria o aumento nos nascimentos pré-termo entre as duas coortes.

Keywords : peso insuficiente; recém-nascido; peso ao nascer; prematuro.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License