SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.27 issue1Association of parental lifestyle with body composition of their adolescent childrenConsistency of data in a study about the impact of nutritional assistance during prenatal care author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Paulista de Pediatria

Print version ISSN 0103-0582On-line version ISSN 1984-0462

Abstract

TOLONI, Maysa Helena A.; KONSTANTYNER, Tulio  and  TADDEI, José Augusto A. C.. Fatores de risco para perda ponderal de crianças frequentadoras de berçários em creches do município de São Paulo. Rev. paul. pediatr. [online]. 2009, vol.27, n.1, pp.53-59. ISSN 0103-0582.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-05822009000100009.

OBJETIVO: Identificar e quantificar os fatores de risco relacionados ao agravamento da condição nutricional entre o nascimento e a realização deste estudo. MÉTODOS: Estudo transversal com 270 crianças frequentadoras dos berçários de oito creches públicas e filantrópicas do município de São Paulo. Considerou-se com perda ponderal as crianças que apresentaram diferença negativa do escore Z para a relação peso para idade entre o nascimento e a ocasião da realização desse inquérito. No estudo das associações, utilizou-se o teste do qui-quadrado e consideraram-se as variáveis com nível de significância p<0,05. Foi ajustado modelo multivariado de regressão logística com estimativas de razões de chance (Odds Ratio, OR) para o controle de covariáveis ou variáveis de confundimento. RESULTADOS: A análise antropométrica revelou prevalência de desnutrição (P/I <-2 escore Z) de 7,1% no nascimento e de 4,4% na ocasião da medida e evidenciou evolução ponderal em escore Z desfavorável para 50,7% das crianças (n=137). Nas análises bivariadas, as variáveis "peso de nascimento suficiente" (OR=5,35; p<0,001), "anemia" (OR=1,81; p=0,019) e "idade menor que 19 meses" (OR=1,67; p=0,036) alcançaram significância estatística. CONCLUSÕES: A perda ponderal em escore Z ao longo dos primeiros meses de vida é um indicador ainda pouco utilizado em estudos epidemiológicos, mas a realização de outras pesquisas poderá identificá-la como um indicador de risco de vulnerabilidade sociobiológica. Sugere-se a execução de programas de Saúde voltados ao controle da perda ponderal e que enfoquem a população infantil de menor idade e/ou com anemia, de modo a reduzir a prevalência dos agravos nutricionais.

Keywords : fatores de risco; creches; perda de peso; berçários; estado nutricional; criança.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf epdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License