SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.29 issue2The use of Cox regression to estimate the risk factors of neonatal death in a private NICUMother's perceptions and expectations regarding their newborn infants: the use of Broussard's neonatal perception inventory author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Paulista de Pediatria

Print version ISSN 0103-0582

Abstract

VALENTINI, Nadia Cristina  and  SACCANI, Raquel. Escala Motora Infantil de Alberta: validação para uma população gaúcha. Rev. paul. pediatr. [online]. 2011, vol.29, n.2, pp.231-238. ISSN 0103-0582.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-05822011000200015.

OBJETIVO: Traduzir, adaptar e verificar a validade de critérios motor e de constructo (consistência interna, validade dis-criminante, correlação com outros testes e validade preditiva) da versão em Português da Alberta Motor Infant Scale. MÉTODOS: Estudo de validação transcultural. Participaram 21 profissionais e 561 crianças do Rio Grande do Sul, com idades de zero a 18 meses (291 meninos). Foram utilizados os instrumentos: Alberta Infant Motor Scale, Escala do Desen-volvimento do Comportamento da Criança e um questionário para controle de variáveis. O estudo compreendeu as fases de tradução e adaptação da escala; análise da validade de conteúdo; treinamento de profissionais; coleta de dados no ambiente familiar e em creches; análise da objetividade e fidedignidade, e validade de critério e construto. RESULTADOS: A versão portuguesa da Alberta Infant Motor Scale continha critérios motores claros e pertinentes; apresentou ótima confiabilidade (escore total, p=0,88; prono, p=0,86; supino, p=0,89; sentado, p=0,80 e em pé, p=0,85) e poder discriminativo (desenvolvimento típico versus atípico; escore, p<0,001; percentil, p=0,04; critério de classificação, qui-quadrado: p=0,047). Demonstrou correlação moderada com a Escala do Desenvolvimento do Comportamento da Criança (rho=0,342; p=0,03), sendo que a prova de McNemar-Bowker demonstrou diferenças entre os dois métodos (p=0,047). Foi ainda observada estabilidade temporal da escala (p=0,07; rho=0,85, p<0,001) e poder preditivo (p<0,001). CONCLUSÕES: A versão em português da Alberta Infant Motor Scale demonstrou ser válida e fidedigna na avaliação das aquisições motoras de crianças brasileiras, o que a torna um instrumento útil a várias áreas da pesquisa científica e da clínica.

Keywords : estudos de validação; destreza motora; desenvolvimento infantil.

        · abstract in English | Spanish     · text in English | Portuguese     · English ( pdf epdf ) | Portuguese ( pdf epdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License