SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.29 issue2Usage of L-carnitine as adjuvant in the treatment of dilated cardiomyopathy in a child with AidsKinsbourne syndrome manifesting with signs of post-viral encephalitis author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Paulista de Pediatria

Print version ISSN 0103-0582

Abstract

MOLINA, Juliana et al. Dor musculoesquelética idiopática difusa na infância e na adolescência. Rev. paul. pediatr. [online]. 2011, vol.29, n.2, pp. 294-299. ISSN 0103-0582.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-05822011000200023.

OBJETIVO: A dor musculoesquelética difusa idiopática persistente ou intermitente é definida pela presença de dor com duração de três meses ou mais, sem etiologia aparente, e tem acometido cada vez mais crianças e adolescentes. Este estudo objetivou relatar dois pacientes com dor incapacitante submetidos à abordagem e ao tratamento multiprofissional, além de discutir o tratamento conduzido, por meio de revisão da literatura atual. DESCRIÇÃO DO CASO: O primeiro caso é de uma menina com nove anos de idade, com histórico de cefaleia, dor mus-culoesquelética e dor abdominal há dois anos, período no qual apresentou quatro episódios de ausência de marcha, sem causas orgânicas aparentes. O segundo caso refere-se a uma adolescente de 14 anos com lombalgia diária há 14 meses de forte intensidade, com irradiação para membros inferiores, acompanhada de cefaleia, fadiga e adinamia. Ambas apresentavam exame físico normal, exceto pela presença de alodínia (caso 1) e pontos de fibromialgia (caso 2); além de exames subsidiários normais, sem justificativas orgânicas para as queixas dolorosas. Houve melhora clínica significativa após diagnóstico e tratamento diferencial por meio de abordagem multiprofissional (médico, psicólogo, fisioterapeuta e nutricionista), com retomada das atividades regulares pelas pacientes. COMENTÁRIOS: A atuação integrada da equipe em um curto período de tempo proporcionou às pacientes a retomada de suas atividades normais, visto que fatores emocionais, físicos e nutricionais relacionam-se à dor.

Keywords : dor; fibromialgia; criança; adolescente.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese