SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.29 issue4Quality of life in asthmatic children: a literature reviewPredictive equations and normal values for maximal respiratory pressures in childhood and adolescence author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Paulista de Pediatria

Print version ISSN 0103-0582

Abstract

OLIVEIRA, Pricila Mara N. de et al. Fatores que afetam a ventilação com o reanimador manual autoinflável: uma revisão sistemática. Rev. paul. pediatr. [online]. 2011, vol.29, n.4, pp. 645-655. ISSN 0103-0582.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-05822011000400027.

OBJETIVO: O reanimador manual autoinflável é um dispositivo que fornece ventilação com pressão positiva. Pesquisas mostram que, apesar da padronização dos reanimadores manuais autoinfláveis pela American Society for Testing and Materials, diversos fatores afetam o desempenho da ventilação, porém, os resultados são conflitantes. O objetivo desse estudo foi verificar as evidências dos fatores que influenciam a ventilação pulmonar com reanimadores manuais infantil/adulto por meio de uma revisão sistemática da literatura. FONTES DE DADOS: Foram incluídos artigos indexados nas bases Medline, Lilacs e SciELO publicados entre janeiro de 1986 e março de 2011. Utilizaram-se as palavras-chaves: "reanimador manual", "ressuscitador manual", "ventilação manual", "ventilação com pressão positiva", em inglês e português, além de "bag-valve". SÍNTESE DOS DADOS: Foram selecionados 45 artigos, sendo a maioria experimental. Os trabalhos compararam os reanimadores manuais por marcas, modelos e analisaram as características dos profissionais que os utilizam. Estudos verificaram que a eficácia da ventilação com os reanimadores manuais depende da marca, modelo e características funcionais do aparelho utilizado, assim como formação, treinamento e experiência do profissional que os manipula. Outros fatores que podem influenciar são a forma de compressão dos reanimadores manuais, o uso da válvula limitadora de pressão e o fluxo de oxigênio fornecido aos aparelhos. CONCLUSÕES: A variabilidade nos parâmetros ventilatórios fornecidos durante a ventilação com reanimadores manuais não permite uniformizar a técnica, o que prejudica a reanimação cardiopulmonar. Apesar da maioria dos reanimadores manuais parecer estar de acordo com padrões internacionais, os equipamentos devem ser avaliados antes de utilizados no ambiente clínico. Pouco se sabe sobre os modelos pediátricos e neonatais.

Keywords : ventilador; ressuscitação cardiopulmonar; ventilação pulmonar.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese