SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30 issue2Feeding during the first three months of life for infants of a cohort in Pelotas, Rio Grande do Sul, BrazilExclusive breastfeeding and factors related to early weaning: a comparative study between 1999 and 2008 author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Paulista de Pediatria

Print version ISSN 0103-0582

Abstract

CASTILHO, Silvia Diez; CASAGRANDE, Renan Capitani; RACHED, Carolina Roman  and  NUCCI, Luciana Bertoldi. Prevalência do uso de chupeta em lactentes amamentados e não amamentados atendidos em um hospital universitário. Rev. paul. pediatr. [online]. 2012, vol.30, n.2, pp. 166-172. ISSN 0103-0582.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-05822012000200003.

OBJETIVO: Avaliar a prevalência do uso da chupeta em relação ao tipo de aleitamento, as razões das mães para introduzi-la ou não e os fatores associados à mudança de opinião quanto à sua intenção inicial a esse respeito. MÉTODOS: Estudo transversal que avaliou 642 crianças (0-12 meses) atendidas no Hospital da Pontifícia Universidade Católica de Campinas quanto ao tipo de alimentação e uso de chupeta. A mãe foi questionada sobre sua intenção inicial quanto à chupeta, quanto ao seu uso e, se utilizada, porquê. Após análise descritiva, aplicou-se a regressão logística para verificar a associação da chupeta com a amamentação. RESULTADOS: A prevalência de uso de chupeta foi de 48% (IC95% 44-52), sendo maior entre as crianças não amamentadas (70%) comparadas às amamentadas (36%; p=0,029). Das que estavam em aleitamento exclusivo, 29% usavam chupeta (p<0,001). A chance de ser amamentada foi menor nas crianças com chupeta (OR=0,22; IC95% 0,15-0,33). Observou-se que 60% das mães mudaram de opinião quanto à intenção de introduzir a chupeta. O principal motivo alegado pelas mães que pretendiam dar a chupeta e não deram foi que a criança a rejeitou (95%) e, dentre as que não pretendiam e introduziram a chupeta, foi acalmar a criança (72%). CONCLUSÕES: A prevalência de uso da chupeta é elevada, sendo maior entre crianças não amamentadas; entre as amamentadas, é menor naquelas que recebem aleitamento exclusivo. A maioria das mães referiu ter mudado sua opinião inicial quanto ao uso da chupeta. Poucas mostraram preocupação com a possibilidade de seu uso interferir na amamentação.

Keywords : chupetas; aleitamento materno; desmame.

        · abstract in English | Spanish     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese