SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30 número2Prevalencia del uso de chupete en lactantes amamantados y no amamantados atendidos en un hospital universitarioMemoria de las madres sobre amamantación y hábitos de succión en los primeros meses de la vida de sus hijos índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Revista Paulista de Pediatria

versión impresa ISSN 0103-0582

Resumen

BEZERRA, Vera Lúcia V. A. et al. Aleitamento materno exclusivo e fatores associados a sua interrupção precoce: estudo comparativo entre 1999 e 2008. Rev. paul. pediatr. [online]. 2012, vol.30, n.2, pp. 173-179. ISSN 0103-0582.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-05822012000200004.

OBJETIVO: Analisar os indicadores do aleitamento materno exclusivo (AME) do Hospital Universitário de Brasília (HUB) nos anos de 1999 e 2008 e identificar fatores associados a sua interrupção precoce MÉTODOS: Estudo retrospectivo transversal com análise de prontuários de crianças atendidas nos anos 1999 e 2008 no Ambulatório de Pediatria, Crescimento e Desenvolvimento do HUB. A duração do AME foi dicotomizada em até quatro meses e quatro meses ou mais, estimando as razões de prevalência para o desmame precoce (AME<4 meses), utilizando-se um modelo de regressão de Poisson com variância robusta e o teste não paramétrico de Mann-Whitney para comparação do tempo de AME nos anos estudados. RESULTADOS: Foi analisado um total de 2.173 pacientes, 1.443 referentes ao ano de 1999 e 730 referentes ao ano de 2008. Observou-se um incremento de 110,7 para 123,6 dias na duração do AME de 2008 em relação a 1999 (p<0,0001). O desmame precoce foi 12,6% maior em mães com até sete anos de estudo do que em mães com 11 ou mais anos de estudo (p<0,05). Os demais fatores analisados não mostraram relação estatística com o desmame precoce. CONCLUSÕES: Assim como o encontrado nas capitais brasileiras e Distrito Federal, verificou-se incremento no que diz respeito à duração do AME, associado positivamente ao nível educacional materno mais elevado. Convém ressaltar, porém, que a duração observada no estudo ainda se encontra abaixo dos 180 dias recomendados pela Organização Mundial de Saúde.

Palabras llave : aleitamento materno; desmame; fatores de risco.

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Portugués | Inglés     · pdf en Inglés | Portugués     · press release en Portugués