SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30 número2Memoria de las madres sobre amamantación y hábitos de succión en los primeros meses de la vida de sus hijosFactores asociados a la ocurrencia de parasitosis intestinales en una población de niños y adolescentes índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Revista Paulista de Pediatria

versión impresa ISSN 0103-0582

Resumen

MOMBELLI, Mônica Augusta et al. Fatores de risco para mortalidade infantil em municípios do Estado do Paraná, de 1997 a 2008. Rev. paul. pediatr. [online]. 2012, vol.30, n.2, pp. 187-194. ISSN 0103-0582.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-05822012000200006.

OBJETIVO: Identificar e analisar os fatores de risco para a mortalidade infantil nos municípios que compõem a 9ª Regional de Saúde do Estado do Paraná, entre os anos de 1997 a 2008. MÉTODOS: Estudo retrospectivo, com dados secundários a partir do Sistema de Informações de Nascidos Vivos (SINASC) e do Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM). Foi considerado variável dependente o óbito antes do primeiro ano de vida e variáveis independentes: sexo, peso ao nascer, duração da gestação, local de ocorrência do óbito, tipo de gravidez, tipo de parto, idade materna e escolaridade da mãe. Os fatores de risco associados ao óbito foram avaliados por meio da análise univariada. RESULTADOS: Entre os anos de 1997 e 2008, foram registrados 92.716 nascimentos pelo SINASC e 1.535 óbitos em crianças menores de um ano pelo SIM. Foram fatores de risco para a mortalidade nascidos vivos do sexo masculino (OR 1,09; IC95% 1,04-1,15), com baixo peso (OR 4,37; IC95% 4,14-4,62), prematuros (OR 4,83; IC95% 4,18-5,58), nascidos vivos de parto vaginal (OR 1,11; IC95% 1,05-1,17), mães adolescentes (OR 1,11; IC95% 1,02-1,22) e com baixa escolaridade (OR 1,97; IC95% 1,84-2,10). CONCLUSÕES: Os dados mostram diminuição da mortalidade infantil e de informações consideradas ignoradas nos bancos de dados e identificam os fatores de risco sugerindo atenção dos profissionais da saúde para o grupo de maior vulnerabilidade desde a assistência no pré-natal.

Palabras llave : mortalidade infantil; sistemas de informação; fatores de risco.

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Portugués | Inglés     · pdf en Inglés | Portugués