SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.35 issue1PREVALENCE OF CONGENITAL ANOMALIES AND THEIR ASSOCIATED FACTORS IN NEWBORNS IN THE CITY OF SÃO PAULO FROM 2010 TO 2014PEDIATRICIANS’ REPRESENTATIONS ON DAIRY ALTERNATIVES WHEN WEANING IS UNAVOIDABLE author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Paulista de Pediatria

Print version ISSN 0103-0582On-line version ISSN 1984-0462

Abstract

MORAIS, Mauro Batista de et al. HÁBITOS E ATITUDES DE MÃES DE LACTENTES EM RELAÇÃO AO ALEITAMENTO NATURAL E ARTIFICIAL EM 11 CIDADES BRASILEIRAS. Rev. paul. pediatr. [online]. 2017, vol.35, n.1, pp.39-45. ISSN 0103-0582.  https://doi.org/10.1590/1984-0462/;2017;35;1;00014.

Objetivo:

Analisar a relação entre hábitos e atitudes de mães com os tipos de leite oferecidos para seus filhos nos dois primeiros anos de vida.

Métodos:

Estudo retrospectivo incluindo 773 entrevistas de mães de 11 cidades brasileiras com filhos com até 2 anos de idade. Foram analisadas as seguintes informações: tipo de aleitamento que planejava enquanto estava na gestação e o efetivamente realizado após o nascimento; tipo(s) de leite(s) utilizado(s) no dia da entrevista e anteriormente; idade de introdução do leite de vaca integral; e origem das recomendações para usar determinado tipo de leite.

Resultados:

O leite materno era oferecido para 81,7% dos lactentes no primeiro semestre de vida, 52,2% no segundo semestre (p<0,001) e 32,9% no segundo ano de vida (p<0,001). Por sua vez, o consumo de leite de vaca integral aumentou de 31,1 para 83,8% (p<0,001) e 98,7% (p=0,05), respectivamente, nestas três faixas etárias. Fórmula de partida (15,0%) e de seguimento (2,3%) eram utilizadas por um número de lactentes muito menor em relação aos que recebiam leite de vaca integral. A maioria das mães não recebeu prescrição de leite de vaca integral. Os pediatras foram os profissionais da área da saúde que mais frequentemente recomendaram fórmula infantil.

Conclusão:

As taxas de aleitamento natural no Brasil continuam abaixo das recomendações. As mães brasileiras, com frequência, decidem oferecer leite de vaca integral por iniciativa própria. É muito baixa a utilização de fórmula infantil quando o aleitamento natural é interrompido.

Keywords : Aleitamento materno;Fórmulas infantis; Leite em pó integral; Lactente; Alimentação artificial; Desmame.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )