SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.36 número4VALIDADE E CONFIABILIDADE DE UM NOVO SISTEMA DE CLASSIFICAÇÃO DE RISCO PARA EMERGÊNCIAS PEDIÁTRICAS: CLARIPEDINFLUÊNCIA DA DILUIÇÃO, DO TEMPO E DA TEMPERATURA PÓS-PREPARO NA OSMOLALIDADE DAS FÓRMULAS LÁCTEAS OFERECIDAS A RECÉM-NASCIDOS índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Paulista de Pediatria

versão impressa ISSN 0103-0582versão On-line ISSN 1984-0462

Resumo

SILVA, Inalu Barbosa da et al. NEUROCOMPORTAMENTO DE BEBÊS NASCIDOS PRÉ-TERMO, PEQUENOS E ADEQUADOS PARA A IDADE GESTACIONAL. Rev. paul. pediatr. [online]. 2018, vol.36, n.4, pp.407-414.  Epub 29-Out-2018. ISSN 1984-0462.  https://doi.org/10.1590/1984-0462/;2018;36;4;00006.

Objetivo:

Comparar o desenvolvimento neurocomportamental de bebês pré-termo com idade pós-concepcional entre 32 e 36 semanas e 6 dias, de acordo com a adequação do peso para a idade gestacional ao nascer.

Métodos:

Realizou-se um estudo transversal de comparação entre dois grupos independentes. Os 55 bebês prematuros que compuseram a amostra estavam internados em uma unidade de cuidados intermediários neonatais e foram avaliados por meio de Neurobehavioral Assessment of the Preterm Infant (NAPI) com idade pós-concepcional entre 32 e 36 semanas e 6 dias e comparados de acordo com a adequação do peso para a idade gestacional. Além da comparação entre os grupos, bebês nascidos pequenos para a idade gestacional (PIG) e os adequados para a idade gestacional (AIG) também foram comparados, considerando o tipo de crescimento intrauterino. Os seguintes instrumentos foram utilizados: NAPI, roteiro de anamnese, Critério de Classificação Econômica Brasil, da Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa (ABEP), e prontuário médico.

Resultados:

Na população de estudo, a idade gestacional média foi de 32,0 semanas, enquanto a idade pós-conceptual e cronológica à avaliação foi de 34,8 semanas e 19,5 dias, respectivamente, sendo 55% dos bebês do sexo feminino. Não houve nenhuma diferença nos domínios do NAPI entre os grupos PIG e AIG, nem nos subgrupos de bebês PIG classificados segundo o crescimento em simétrico ou assimétrico.

Conclusões:

Não houve diferença entre os bebês PIG e AIG em relação ao desenvolvimento neurocomportamental avaliado antes de chegar ao termo.

Palavras-chave : Recém-nascido prematuro; Recém-nascido pequeno para a idade gestacional; Desenvolvimento infantil.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )