SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.37 número3INSERÇÃO DO PAI NOS CUIDADOS AO FILHO PREMATURO HOSPITALIZADO: PERCEPÇÃO DA EQUIPE MULTIPROFISSIONALDERMATOSES NO PERÍODO NEONATAL PRECOCE: ASSOCIAÇÃO COM VARIÁVEIS NEONATAIS, OBSTÉTRICAS E DEMOGRÁFICAS índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Paulista de Pediatria

versão impressa ISSN 0103-0582versão On-line ISSN 1984-0462

Resumo

SILVA, Alyne Batista da et al. CRESCIMENTO INTRAUTERINO E STATUS DE VITAMINA E DE RECÉM-NASCIDOS A TERMO E PRÉ-TERMO. Rev. paul. pediatr. [online]. 2019, vol.37, n.3, pp.291-296.  Epub 09-Maio-2019. ISSN 0103-0582.  https://doi.org/10.1590/1984-0462/;2019;37;3;00003.

Objetivo:

Determinar a concentração de alfatocoferol em soro de cordão umbilical de recém-nascidos a termo e pré-termo, a fim de avaliar o estado nutricional de ambos os grupos com relação a essa vitamina e sua possível correlação sobre o crescimento intrauterino.

Métodos:

Estudo observacional de caráter transversal realizado com 140 recém-nascidos, 64 pré-termo e 76 a termo, sem malformações, oriundos de mães saudáveis, não fumantes e com parto de concepto único. O crescimento intrauterino foi avaliado pelo índice peso por idade gestacional ao nascer, utilizando a Intergrowth-21st. Os níveis de alfatocoferol do soro do cordão umbilical foram analisados por cromatografia líquida de alta eficiência.

Resultados:

A concentração média de alfatocoferol no soro do cordão umbilical para recém-nascidos pré-termo e a termo foi de, respectivamente, 263,3±129,5 e 247,0±147,6 µg/dL (p=0,494). Baixos níveis de vitamina E foram encontrados em 95,3% dos prematuros e em 92,1% dos neonatos a termo. Nogrupo pré-termo, 23% eram pequenos para a idade gestacional, enquanto no grupo a termo esse percentual foi de apenas 7% (p=0,017). Não houve correlação entre os níveis de alfatocoferol e o escore Z de peso para idade gestacional (p=0,951).

Conclusões:

Não foi encontrada associação entre os níveis de alfatocoferol e a adequação do peso à idade gestacional ao nascer. A restrição do crescimento intrauterino foi mais frequente nos nascidos pré-termo, e a maioria dos recém-nascidos apresentou níveis baixos de vitamina E no momento do parto.

Palavras-chave : Alfa-Tocoferol; Recém-nascido prematuro; Estado nutricional; Cordão umbilical.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )