SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.13 número3Avaliação in situ de um dentifrício contendo MFP/DCPD na incorporação de flúor e remineralização do esmalte dental humanoAvaliação in vitro da força de união, através de teste de tração, de porcelana feldspática com diversos tratamentos superficiais à resina composta índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Revista de Odontologia da Universidade de São Paulo

versão impressa ISSN 0103-0663

Resumo

TEIXEIRA, Antonio Castelo Branco; MARCUCCI, Gilberto  e  LUZ, João Gualberto Cerqueira. Prevalência das maloclusões e dos índices anamnésicos e clínicos, em pacientes com disfunção da articulação temporomandibular. Rev Odontol Univ São Paulo [online]. 1999, vol.13, n.3, pp. 251-256. ISSN 0103-0663.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-06631999000300008.

Os autores analisaram a freqüência das maloclusões e dos índices anamnésicos e clínicos de disfunção segundo HELKIMO10 (1974), e sua possível correlação em 110 pacientes avaliados independentemente da idade e do gênero, portadores de disfunção da articulação temporomandibular. Verificaram-se sinais e sintomas, níveis dos índices de Helkimo (1974), classificação de Angle (1899), medidas de sobressaliência e sobremordida, mordidas cruzadas e número de dentes ausentes. Concluiu-se que predominaram classes II de Angle e sobressaliências maiores que dois milímetros. Entre os índices de Helkimo, houve leve predomínio dos Índices Anamnésicos AiII (sintomas intensos de disfunção) e Índices Clínicos de Disfunção DiI (disfunção leve). Foi estatisticamente significante a relação entre os Índices Clínicos de Disfunção com classe de Angle, bem como entre os Índices Anamnésicos e sobremordidas.

Palavras-chave : Articulação temporomandibular; Transtornos craniomandibulares; Diagnóstico; Dor facial; Maloclusão.

        · resumo em Inglês     · texto em Português