SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.13 número3Avaliação in vitro da força de união, através de teste de tração, de porcelana feldspática com diversos tratamentos superficiais à resina compostaResistência de união entre cimentos e liga de níquel-cromo, em função da ciclagem térmica e variações no procedimento de união índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Revista de Odontologia da Universidade de São Paulo

versão impressa ISSN 0103-0663

Resumo

OLIVEIRA, Fabiana Sodré de; SILVA, Salete Moura Bonifácio da; BIJELLA, Maria Francisca Thereza Borro  e  LIMA, José Eduardo de Oliveira. Avaliação in vitro da microinfiltração marginal de restauração de amálgama classe II associada a adesivos dentinários. Rev Odontol Univ São Paulo [online]. 1999, vol.13, n.3, pp. 263-268. ISSN 0103-0663.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-06631999000300010.

A microinfiltração marginal de restaurações de amálgama classe II (Dispersalloy), associada ao verniz convencional (Copalite) e a dois adesivos dentinários (Scotchbond Multi-uso Plus e Multi Bond Alpha), foi avaliada e comparada in vitro através de dois métodos: escores e medidas lineares. Foram utilizados 45 pré-molares hígidos que receberam duas cavidades independentes M e D. Após a restauração, foram submetidos à termociclagem e armazenados em uma solução de fucsina básica a 0,5% durante 24 horas. A análise da infiltração do corante permitiu concluir que nenhum dos três sistemas restauradores foi capaz de eliminar a microinfiltração marginal. No entanto, ela foi menor e estatisticamente significante para as restaurações associadas aos adesivos dentinários, quando comparadas àquelas com o verniz cavitário. O método das medidas lineares foi mais sensível do que o de escores.

Palavras-chave : Infiltração dentária; Amálgama dentário; Adesivos dentinários; Forramento da cavidade dentária.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês