SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.20 issue3Fundamentos de otimização por inteligência de enxames: uma visão geralAnálise qualitativa no monitoramento automático dos eventos de tensão de curta duração author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Sba: Controle & Automação Sociedade Brasileira de Automatica

Print version ISSN 0103-1759

Abstract

DIEHL, F.C. et al. Simulação operacional de uma torre de destilação atmosférica via Aspen Plus e avaliação de modelos de analisadores virtuais. Sba Controle & Automação [online]. 2009, vol.20, n.3, pp. 305-322. ISSN 0103-1759.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-17592009000300003.

A torre atmosférica é um dos equipamentos mais importantes de uma unidade de destilação de óleo cru em uma refinaria. A otimização da operação deste equipamento é uma meta constante neste tipo de indústria, pois ela possibilita retornos financeiros bastante atrativos. Para levar a operação da coluna de destilação atmosférica próximo ao seu ponto operacional ótimo é necessário medir algumas propriedades chaves, em tempo real, para a atuação do sistema de controle. No entanto algumas propriedades não são facilmente medidas em tempo real, ou ainda sua medição depende da compra de analisadores em linha que podem apresentar custos expressivos. Uma alternativa para a obtenção dessas propriedades é a utilização de inferências (analisadores virtuais), que predizema variável desejada através de modelos matemáticos utilizando variáveis secundárias como parâmetros de entrada. Duas inferências, concedidas pela REFAP S/A, foram avaliadas com a finalidade de se determinar aquela com maior poder pre ditivo da temperatura que destila 85% da corrente de hidrocarbonetos desejada (T85%). A fonte de dados, para os testes, foi originada no estado estacionário pelo software Aspen Plus, após a validação de um modelo por dados operacionais médios recolhidos na própria refinaria. Dois modos operacionais foram propostos e análises de sensibilidade foram geradas para que seus resultados fossem utilizados como fonte de dados para os modelos inferenciais. As T85% provenientes do simulador foram consideradas padrão para a comparação com os resultados obtidos pelas inferências. Os analisadores virtuais mostraram-se sensíveis ao modo de operação a que estão submetidos. Isto significa que os ajustes feitos nos parâmetros dos modelos devem ser revistos caso haja uma mudança operacional significativa no sistema de destilação. Para a operação em que os modelos foram desenvolvidos o desempenho das duas inferências foi semelhante, podendo concluir que no estado estacionário as predições de ambas são satisfatórias.

Keywords : Inferências; Softsensors; Simulação; Torre atmosférica; Destilação.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese