SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.6 número1-2O moderno e o contemporâneo: reflexões sobre os conceitos de indivíduo, tempo e morteBerlim: fronteiras imaginárias, fronteiras reais? índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Tempo Social

versão impressa ISSN 0103-2070versão On-line ISSN 1809-4554

Resumo

MENEZES, PAULO ROBERTO ARRUDA DE. A questão do herói-sujeito em cabra marcado para morrer filme de Eduardo Coutinho. Tempo soc. [online]. 1994, vol.6, n.1-2, pp.107-126. ISSN 0103-2070.  http://dx.doi.org/10.1590/ts.v6i1/2.85114.

Realizado em três etapas, 1964, 1981 e 1983, o filme procura resgatar os acontecimentos trágicos que levaram à morte João Pedro Teixeira, presidente da liga camponesa de Sapé, no interior da Paraíba, em 1964. Cortado pelo Golpe de Estado, teve suas filmagens retomadas 17 anos depois. O artigo procura destrinchar a articulação do discurso de Eduardo Coutinho como discurso da verdade por se colocar o tempo todo como um documentário, e portanto neutro, que retrataria os descaminhos e a violência da política brasileira da época. Ao analisar as imagens e sua montagem, associadas ao discurso do narrador, procura mostrar que aí se construiu uma nova interpretação acerca dos fatos tomados como pano de fundo, que muito mais tem a dizer sobre uma certa visão acerca do campesinato brasileiro e de uma forma de se fazer política, e conseqüentemente história, do que sobre os fatos em si que, em princípio, se estaria narrando. Essa flutuação faz com que quem deveria surgir como sujeito troque de lugar o tempo todo, acabando por reforçar os mesmos artifícios que, primordialmente, o filme se esforçaria em denunciar.

Palavras-chave : cinema brasileiro; relação sujeito-objeto; esquerda brasileira; linguagem; fotografia; violência; dor; ilusão; tempo; espaço.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )