SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.20 issue2The aesthetics of conversion: the Engenho de Dentro studio and concrete art in Rio de Janeiro (1946-1951)Religion and modernity in Ernst Troeltsch author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Tempo Social

Print version ISSN 0103-2070On-line version ISSN 1809-4554

Abstract

STEHR, Nico. Liberdade é filha do conhecimento?.Translated byJoana Canêdo. Tempo soc. [online]. 2008, vol.20, n.2, pp.221-234. ISSN 0103-2070.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-20702008000200011.

O tema que exploro neste artigo concerne às múltiplas conexões entre conhecimento, socieda-de civil, governança e democracia. Poderia situar esse conjunto geral de questões no contexto de como tais conexões se estabelecem: se são ou não co-determinadas por uma capacidade dos atores modernos de viabilizar o conhecimento. Assim, enfatizaria as possibilidades cres-centes de cooperação recíproca em organizações da sociedade civil e movimentos sociais, e a influência cada vez maior de amplos segmentos da sociedade em regimes democráticos. Po-rém meu objetivo específico tem de ser mais modesto. O acesso ao conhecimento e o seu controle são estratificados. Explorarei três barreiras e obstáculos ao acesso ao conhecimento, indagando: 1) é possível reconciliar expertise e sociedade civil?; 2) é concebível reconciliar sociedade civil e conhecimento como um bem privado?; e, finalmente, 3) as ciências sociais e as humanidades são fontes viabilizadoras do conhecimento?

Keywords : Conhecimento; Poder; Expertise; Sociedade civil; Sociedade do conhecimento; Democracia.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf epdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License