SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.22 issue1International consultancy in expansion and emerging forms of the globalization of managerial exchange and litigationFeminine (in)eligibility in the Brazilian Academy of Letters: Carolina Michaëlis and Amélia Beviláqua's experiences author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Tempo Social

Print version ISSN 0103-2070

Abstract

MARQUES JR., Gessé. A frustração profissional e a lei. Tempo soc. [online]. 2010, vol.22, n.1, pp. 127-147. ISSN 0103-2070.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-20702010000100007.

O objetivo deste artigo é analisar alguns conflitos emocionais que o sistema de direito positivo impõe a magistrados e promotores dentro do campo jurídico. Tendo como parâmetro o cotidiano profissional, assim como as ambiguidades que surgem entre o ideal jurídico e as práticas efetivas da execução penal, mostraremos que o sentimento de "frustração" constitui parte significativa do discurso sobre as emoções que caracterizam esta profissão.

Keywords : Profissão jurídica; Conflitos profissionais; Trabalho das emoções.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese