SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.23 issue1Work in question in the "depression epidemic"Discontent, suffering and symptom: a Lacanian diagnostic re-reading via animist perspectivism author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Tempo Social

Print version ISSN 0103-2070

Abstract

VICENTIN, Maria Cristina G.. Corpos em rebelião e o sofrimento-resistência: adolescentes em conflito com a lei. Tempo soc. [online]. 2011, vol.23, n.1, pp. 97-113. ISSN 0103-2070.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-20702011000100005.

Neste texto apresentamos duas modalidades de sofrimento experimentadas por adolescentes autores de ato infracional no cumprimento de medida de internação, especialmente quando colocados numa espécie de zona intermediária entre a vida e a morte. Em uma, o sofrimento torna-se ato político numa espécie de rebelião de si. Trata-se de um sofrimento-resistência em que se passa do lugar de vítima ao de testemunha. Na outra, a patologização dos adolescentes fará da experiência de sofrimento e dos corpos em luta atos cada vez mais isolados, individuais e sem potência. Trabalhamos em seguida as duas experiências de sofrimento em sua dimensão ético-política, considerando a presença na realidade brasileira de um cruzamento extremo entre mecanismos de soberania (sociedade autoritária) e de biopoder: fazer viver (os cidadãos) e fazer morrer (os inimigos), um em nome do outro. Sugerimos, por fim, a necessidade de (re)politizar a violência exercida e padecida pelos jovens como forma de desnaturalizar a violência juvenil.

Keywords : Adolescente autor de ato infracional; Sofrimento; Patologização.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese