SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.28 número2Evasão do mundo na memorialística de Manuel Bandeira índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Tempo Social

versão impressa ISSN 0103-2070versão On-line ISSN 1809-4554

Resumo

SANTOS, Myrian Sepúlveda dos. A invisibilidade da pena: Dois Rios como imagem do paraíso. Tempo soc. [online]. 2016, vol.28, n.2, pp.261-283. ISSN 1809-4554.  https://doi.org/10.11606/0103-2070.ts.2016.105854.

Este artigo analisa o funcionamento da Colônia Agrícola do Distrito Federal, localizada na vila Dois Rios, na Ilha Grande, nas décadas de 1940 e 1950. Em 1942, a Colônia Agrícola de Fernando de Noronha, onde estavam encarcerados presos políticos considerados perigosos à ordem pública, foi transferida para a Ilha Grande. Diferentemente das cenas de terror descritas por Graciliano Ramos na década anterior, os registros da época mostram uma mudança radical no funcionamento da prisão. Com base em um conjunto de entrevistas com antigos moradores da vila Dois Rios, mas considerando também dados de arquivos, jornais e relatos biográficos de antigos presos políticos, este artigo analisa a invisibilidade do processo punitivo, bem como a relação entre cárcere e sociedade.

Palavras-chave : Ilha Grande; Colônia Agrícola do Distrito Federal; sistema penitenciário; pena; castigo.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )