SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 número1Percepción del equipo multiprofesional sobre el ruido en una unidad de cuidado intermedio neonatalSimvastatina y lesión renal aguda isquémica en ratas índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Acta Paulista de Enfermagem

versión impresa ISSN 0103-2100

Resumen

SASS, Arethuza et al. Depressão em idosos inscritos no Programa de Controle de hipertensão arterial e diabetes mellitus. Acta paul. enferm. [online]. 2012, vol.25, n.1, pp. 80-85. ISSN 0103-2100.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-21002012000100014.

OBJETIVO: Identificar a presença de sintomas depressivos em idosos inscritos no Programa de controle de hipertensão arterial e diabetes mellitus em um município do Noroeste do Paraná. MÉTODOS: Estudo descritivo transversal, realizado nas unidades básicas de saúde de Sarandi - PR, com 100 idosos cadastrados no Programa Hiperdia. A seção de saúde mental do questionário Brazil Old Age Schedule (BOAS) foi usada. Os testes Mann-Whitney e Qui-quadrado foram empregados para analisar a associação entre sintomas de depressão e características sociodemográficas e estado nutricional. RESULTADOS: A maioria dos idosos era do sexo feminino (82,0%). A prevalência de sintomas depressivos foi de 30,0%, dos quais 20,0% classificados como depressão maior. Os sintomas depressivos foram mais frequentes nas mulheres (31,7%); em idosos com 80 anos e mais (33,3%); sem nenhuma escolaridade (39,1%), que moravam só (43,7%) e que apresentavam baixo peso (33,3%) ou obesidade (32,5%). CONCLUSÃO: As equipes da estratégia saúde da família devem estar atentas para a presença de sintomas depressivos em idosos, sobretudo aqueles que pertencem aos grupos de convivência já instalados.

Palabras llave : Idoso; Depressão; Hipertensão; Diabetes mellitus; Saúde mental; Saúde Pública.

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Portugués | Inglés     · pdf en Inglés | Portugués     · press release en Portugués