SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 número2Dificuldades para enfrentar sozinho as demandas do tratamento: vivências do adolescente hemofílicoCausas referidas para o desenvolvimento de úlceras em pés de pessoas com diabetes mellitus índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Acta Paulista de Enfermagem

versão impressa ISSN 0103-2100

Resumo

LEITE, Franciéle Marabotti Costa; AMORIM, Maria Helena Costa; CASTRO, Denise Silveira de  e  PRIMO, Cândida Caniçali. Estratégias de enfrentamento e relação com condições sociodemográficas de mulheres com câncer de mama. Acta paul. enferm. [online]. 2012, vol.25, n.2, pp. 211-217. ISSN 0103-2100.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-21002012000200009.

OBJETIVO: Examinar a relação entre as estratégias de enfrentamento adotadas por mulheres com câncer de mama em uso de tamoxifeno e as condições sociodemográficas. MÉTODOS: Estudo descritivo, transversal, com abordagem quantitativa. Os dados foram obtidos em entrevista realizada com 270 mulheres, com diagnóstico de câncer de mama em uso de tamoxifeno, usuárias do ambulatório Ylza Bianco, pertencente ao Hospital Santa Rita de Cássia, no Município de Vitória/ES. A análise foi realizada por meio SPSS - Versão 13,0 - 2004. RESULTADOS: Mulheres não letradas enfrentam o problema priorizando a busca de práticas religiosas (p<0,05); e mulheres com maior escolaridade, pertencentes à classe econômica B, com renda familiar superior a três salários mínimos e que vivem em área urbana empregam mais a estratégia de enfrentamento com foco no problema (p<0,05). CONCLUSÃO: A estratégia de enfrentamento adotada está associada a aspectos sociodemográficos.

Palavras-chave : Neoplasias da mama; Tamoxifeno [uso terapêutico]; Adaptação psicológica; Fatores socioeconômicos.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português | Inglês     · pdf em Português | Inglês