SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.29 número57O sertão virou parque: natureza, cultura e processos de patrimonializaçãoO conhecimento sobre o passado dos bens tombados que abrigam museus: o Solar do Barão de Jundiaí (Jundiaí/SP) e a Casa de Prudente de Moraes (Piracicaba/SP) índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Estudos Históricos (Rio de Janeiro)

versão impressa ISSN 0103-2186versão On-line ISSN 2178-1494

Resumo

GUIMARAES, Roberta Sampaio. O patrimônio cultural na gestão dos espaços do Rio de Janeiro. Estud. hist. (Rio J.) [online]. 2016, vol.29, n.57, pp.149-168. ISSN 0103-2186.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-21862016000100009.

Neste artigo, reflito sobre retóricas e práticas patrimoniais movimentadas em torno das Áreas de Proteção do Ambiente Cultural (Apacs) do Rio de Janeiro. A partir de análise dos discursos de planejadores urbanos e de projetos governamentais, discuto como essa política municipal produziu tanto um forte apelo à identidade cultural e à memória afetiva dos bairros quanto a redistribuição de recursos entre diferentes regiões da cidade, gerando zonas de interesse turístico e de incentivo ou constrangimento à atuação do mercado imobiliário e tornando-se uma poderosa estratégia de gestão territorial.

Palavras-chave : patrimônio cultural; memória; urbanismo; revitalização urbana; Rio de Janeiro.

        · resumo em Inglês | Francês     · texto em Português     · Português ( pdf )