SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.13 issue3Nitrogen metabolism in alfalfa nodulated under phosphorus supression and resupplyAnalysis of marker gene/ selective agent systems alternatives to positive selection of transgenic papaya (Carica papaya L.) Somatic embryos author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Fisiologia Vegetal

Print version ISSN 0103-3131

Abstract

FRANCO, OCTÁVIO LUIZ et al. Purificação parcial e caracterização das ribonucleases de raízes, caule e folhas de feijão-de-corda. Rev. Bras. Fisiol. Veg. [online]. 2001, vol.13, n.3, pp.357-364. ISSN 0103-3131.  https://doi.org/10.1590/S0103-31312001000300010.

Este trabalho descreve a purificação parcial e caracterização das ribonucleases (RNase; EC 3.1.27.1) presentes em raízes, caule e folhas de plântulas de feijão-de-corda Pitiuba [Vigna unguiculata (L.) Walp.].  Precipitação   dos  extratos brutos  dos  diferentes tecidos com sulfato de amônio, seguida de cromatografia  de  troca  iônica  (CM-Celulose),  resultaram  em  purificação  de  cerca de 48 vezes para a enzima de raízes, 21 para a de caule e 42 para a de folha. A atividade desoxirribonucleásica nas frações semi-purificadas foi praticamente nula. As massas moleculares das RNases não diferiram significativamente, sendo a média de suas massas 16,3 kDa. A RNase de folha mostrou-se estável até 50ºC enquanto que as outras foram inativadas nesta temperatura. A inativação máxima das RNases de raízes e de caule ocorreu a 70ºC, mas a da RNase foliar ocorreu a 80ºC. A adição de KCl ao meio de ensaio causou uma mudança no pH ótimo de 6,0 para a faixa de 5,2-5,6 para as enzimas extraídas dos diferentes tecidos. As atividades RNásicas foram fortemente inibidas por Hg2+, Zn2+ e Cu2+, inibidas parcialmente por Co2+ e Fe2+ e não foram afetadas por EDTA, Ca2+ ou Mg2+. Diferentemente do observado para a RNase foliar, as enzimas de raízes e de caule foram inativadas por uréia e 2-mercaptoetanol (2-ME). Embora exista grande semelhança entre as enzimas estudadas, a RNase foliar parece ser mais estável ao calor e à desnaturação química do que as RNases de raiz e de caule. Os resultados sugerem que as enzimas extraídas dos diferentes tecidos de plântulas de feijão-de-corda Pitiúba são ribonucleases e não nucleases.

Keywords : efetores da enzima; massa molecular; nuclease; pH ótimo; plântula; termoestabilidade; Vigna unguiculata.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License