SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 número32Do paradoxo à competição: o lugar da dimensão programática nas disputas eleitoraisA relação entre Estado e sociedade no processo de institucionalização das políticas de gênero no Brasil e Chile índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Ciência Política

versão impressa ISSN 0103-3352versão On-line ISSN 2178-4884

Resumo

SCHULZ, Rosangela  e  GONZALEZ, M. Almudena Cabezas. O Jovem Feminismo em Madri: um debate sobre a questão (inter)geracional. Rev. Bras. Ciênc. Polít. [online]. 2020, n.32, pp.135-168.  Epub 21-Ago-2020. ISSN 2178-4884.  http://dx.doi.org/10.1590/0103-335220203204.

O artigo tem como proposta discutir a questão geracional/intergeracional nos feminismos autônomos da cidade do Madri na nova dinâmica política espanhola a partir do movimento 15M. Dois aspectos centrais são desenvolvidos ao longo da discussão: a socialização das jovens ativistas na construção como feministas neste novo ciclo de mobilizações e o conflito ou compartilhamento intergeracional nos feminismos na cidade de Madri. As narrativas das jovens protagonistas dos feminismos autônomos, fruto de entrevistas semiestruturadas e observação participante fazem pensar que o compartilhamento geracional se traduz em uma maior densidade e diversidade do tecido feminista na cidade de Madri. E esta densidade e diversidade se dá, em grande medida, na importante participação de distintas gerações de mulheres no movimento 15M, a partir da Comissão de Feminismos Sol.

Palavras-chave : feminismo; ativismo; juventude; geração; 15M; Espanha; Madri.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português     · Português ( pdf )