SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.21 issue61"Escolas cheias, cadeias vazias" nota sobre as raízes ideológicas do pensamento educacional brasileiro author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Estudos Avançados

Print version ISSN 0103-4014On-line version ISSN 1806-9592

Abstract

RAMOS, Paulo Roberto. A imagem, o som e a fúria: a representação da violência no documentário brasileiro. Estud. av. [online]. 2007, vol.21, n.61, pp.221-239. ISSN 0103-4014.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-40142007000300015.

Nos últimos trinta anos, a violência urbana no Brasil atingiu níveis inéditos em sua história. O tema, que vem sendo abordado por diversos setores da sociedade, não foi ignorado pelo cinema brasileiro. O propósito deste artigo é discutir algumas questões levantadas pelo documentário brasileiro contemporâneo sobre esse dado complexo de nossa realidade. Para tanto, foram escolhidos como objetos de análise as seguintes realizações: Notícias de uma guerra particular (João Moreira Salles e Kátia Lund - 1998/1999), Ônibus 174 (José Padilha - 2002), Justiça (Maria Augusta Ramos - 2004) e Falcão: meninos do tráfico (MV Bill e Celso Athayde - 2006). Essas obras expõem o impacto da violência na sociedade brasileira de ângulos distintos: o tráfico de drogas e seu efeito na vida das pessoas envolvidas direta ou indiretamente com ele (Notícias e Falcão), a justiça criminal brasileira e seus personagens: advogados, juízes, acusados e seus familiares (Justiça) e a violência como desenraizamento (Ônibus 174).

Keywords : Cinema brasileiro; Documentários; Violência; Tráfico de drogas; Justiça; Desenraizamento.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License