SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.26 issue75International migration and economic developmentThe influence of emerging economies in International Affairs author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Estudos Avançados

Print version ISSN 0103-4014

Abstract

SALAMA, Pierre. Crescimento e inflação na Argentina nos governos Kirchner. Estud. av. [online]. 2012, vol.26, n.75, pp. 157-172. ISSN 0103-4014.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-40142012000200010.

Desde 2003, a taxa de crescimento do PIB foi mais elevada na Argentina do que no Brasil, e a distribuição da renda, menos desigual. Diminuiu a pobreza. Aumentou o emprego - incluindo o setor industrial - e os empregos informais, assalariados ou não, perdem sua importância relativa. A balança comercial é fortemente superavitária, a taxa de endividamento não excessivamente elevada. A inflação real tem nível elevado, muito mais forte do que aquela anunciada pelo governo e reduz o poder aquisitivo entre as categorias mais pobres. O apreciamento recente da taxa de câmbio efetiva, o peso crescente das commodities nas exportações, das quais depende o financiamento das subvenções concedidas particularmente aos setores com forte consumo de energia, os subsídios insuficientes destinados às indústrias intensivas envolvidas com pesquisa podem transformar o círculo virtuoso de hoje num círculo vicioso amanhã.

Keywords : Industrialização; Inflação; Pobreza; Conflito distributivo; Taxa de câmbio.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese