SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.29 número85As centrais sindicais e a dinâmica do empregoInserção dos jovens no mercado de trabalho índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Estudos Avançados

versão impressa ISSN 0103-4014versão On-line ISSN 1806-9592

Resumo

PRONI, MARCELO WEISHAUPT  e  GOMES, DARCILENE CLAUDIO. Precariedade ocupacional: uma questão de gênero e raça. Estud. av. [online]. 2015, vol.29, n.85, pp.137-151. ISSN 0103-4014.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-40142015008500010.

A maioria das ocupações precárias no Brasil é exercida por negros e mulheres. Apesar do bom desempenho do mercado de trabalho até 2013, permaneceu elevada a disparidade entre brancos e negros, bem como entre homens e mulheres. Considerando que os efeitos da atual crise econômica sobre o mercado de trabalho penalizam sobretudo os segmentos mais vulneráveis, o artigo pretende verificar se a questão racial e a de gênero contribuem para a reprodução da precariedade. Pode-se inferir que uma estratégia consistente para reduzir tais desigualdades requer a combinação de políticas destinadas a gerar empregos, combater a informalidade e elevar os rendimentos, de um lado, com políticas efetivas de promoção da igualdade racial e de gênero no mercado de trabalho, de outro.

Palavras-chave : Trabalho precário; Informalidade; Desigualdade de gênero; Desigualdade racial.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )