SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.29 número85Política econômica, mercado de trabalho e democracia: o segundo governo Dilma RousseffPrédios "neoclássicos" no espaço residencial das elites de São Paulo índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Estudos Avançados

versão impressa ISSN 0103-4014versão On-line ISSN 1806-9592

Resumo

CAMPOS, CANDIDO MALTA. Urbanismo e antiurbanismo no debate nacional. Estud. av. [online]. 2015, vol.29, n.85, pp.217-235. ISSN 0103-4014.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-40142015008500015.

Este trabalho aponta aspectos do debate em torno da construção da nação e da nacionalidade brasileiras, ao longo das primeiras décadas do século XX, na medida em que tais discussões envolvem temas relacionados ao urbanismo enquanto princípio e ao papel das cidades no país que se pretendia construir. Naquele momento, urbanismo se opunha a ruralismo, agrarismo e outras correntes de pensamento que viam com maus olhos os grandes centros urbanos. De maneira geral, as posições ideológicas em pauta na época debatiam-se entre termos contraditórios: de um lado, a aspiração do moderno, com suas referências urbanas, europeias e norte-americanas; de outro, a busca do caráter nacional brasileiro, em que predominariam elementos tradicionais e rurais. Urbanismo e antiurbanismo são elementos que podem ilustrar tais dilemas, evidenciando limites ideológicos presentes no momento da introdução da urbanística moderna no Brasil.

Palavras-chave : Urbanismo; Antiurbanismo; Nação; Brasil.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )